12 julho 2016

[Livro] Além de marte



O livro foi feito por um amiga minha, sob o nome de Eikki Arkady, ele é um ebook que pode ser adquirido nesse link e caso você não saiba como adquirir ebooks tem aqui outro link.

Sinopse: Além de Marte é uma obra homoerótica com um enredo de ficção científica e romance, situada numa era pós-apocalíptica na qual a Terra se torna inabitável e a raça humana recorre a Marte, onde enfrenta problemas com alimento e água. Corrupção e injustiça são o cenário no qual o personagem Cane desenvolve sua paixão pelas viagens espaciais e seu afeto pelo incógnito Kalevi.
O livro começa muito bem, eu li o prologo dele e eu simplesmente amei, eu realmente me apaixonei ali pelo que o livro podia ser tornar, pelo que ele poderia ser e pela proposta que ele pareceu me passar que era basicamente um universo incrível em que o que na verdade ia ser explorado era basicamente a amorosa do principal, sem focar no universo ou suas tretas.

O Anatole ou Cane foi um personagem simplesmente apaixonante do primeiro momento a quase o último, o jeito como ele se dava para solidão, o jeito como ele abraçava o vazio, tudo dele era maravilhoso. Até surgir o Kalevi.

Kalevi foi o personagem que começou misterioso, mas aos poucos foi se revelando um pouco até já quase no final da história se revelar. Ele não foi o melhor personagem para mim e muito menos um que eu tenha realmente gostado. Ele infelizmente ditou de mais o que acontecia na história no momento, já que quando ele surgia ele virava o foco do Cane e as vezes um desenvolvimento do universo era cortado para dar o desenvolvimento do romance que depois era cortado de novo porque o maldito Kalevi sumia. Sabe o mestre dos magos? Kalevi dava dessas.

O universo da história é algo super-interessante, é um futuro distópico, onde os humanos foram morar em Marte, onde eles precisam adquirir água em Saturno, que os recursos são todos mega escassos, onde a Terra está quase morrendo e a sociedade perdeu uma série de coisas. Se existiu algo interessante nesse livro, foi o universo que era algo completamente novo. Entretanto, foi complicado entender ele no decorrer da história, ele não foi um plano de fundo, mas também não foi explorado de fato, só algumas coisas. O que fez essa parte deixar a desejar.

A história é contada em primeira pessoa e a narrativa é muito boa. Eu não posso reclamar em nada de escrita ou revisão porque até nisso o livro tinha pouquíssimos erros perdidos. Entretanto, num momento do livro, para que você está lendo um longo capitulo sem fim, porque acontece praticamente a mesma coisa em todos, deixando quase cerca de 5 capítulos do livro parecendo um só.
Mesmo o livro tendo uma proposta mostrada no começo, ele muda do nada isso durante um pedaço e começa a prometer algo que parece grandioso, o que infelizmente gera uma expectativa que não pode ser cumprida.

O livro não é ruim, longe disso, mas ele começa muito bem, ele parece ser perder e quando o rumo “volta”, ela não chega perto do que era no começo, tornando seu final algo que não é ruim, mas que tinham possibilidades melhores, inclusive se tivesse terminado um pouco antes do final, já teríamos um final melhor do que de fato teve.

O maior problema foi que o livro gerou para mim uma série de expectativas que não foram cumpridas, além de te trazer coisas que contradiziam com o que te foi passado no começo, mas depois voltar para elas. Ele ainda tem uma escrita maravilhosa e mesmo que os acontecimentos as vezes não sejam o esperado, em nenhum momento ele se torna maçante de ler, você consegue levar tranquilamente uma leitura do começo ao fim.

Quanto a sexo no livro, ele começa sendo mais descrito, depois ele é resumido muitas vezes por “fizemos amor”, mas em alguns momentos ele ocorre em vezes muito próximas, parecendo virar um livro erótico que não é o foco do livro, mas é um momento curto, então você esquece disso um pouco depois.

Mesmo eu trazendo esses fatos que tornam a leitura um tanto decepcionante, eu digo que ainda vale ler, o universo dele é muito interessante e o Anatole é tão humano, mas tão humano, que você consegue se enxergar nele de alguma forma, mesmo que seja num universo completamente diferente do seu. Principalmente quando ele se entrega ao vazio do universo e a paixão que ele tem com isso.

Existem outros personagens ao longo da obra, mas o Kalevi e o Anatole ainda são os mais desenvolvidos e que aparecem, já que o foco ainda está nele. Entretanto, personagens como a mãe do Cane/Anatole, são incríveis e também te comovem de alguma forma.

O que eu posso dizer no final é: Eu espero que você tenha curiosidade de ler e tomar suas próprias conclusões.

(Texto feio originalmente para o Toshokan)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Pode deixar o link do seu blog ou qualquer coisa assim ai embaixo do comentário;
- Comentários ofensivos serão excluídos;
- Eu NÃO sigo de volta, se eu gostar vou atrás;
- E pra finalizar: Eu demoro, mas respondo os comentários.