17 fevereiro 2015

[Especial Ghibli] Pré-Ghibli




Bem, vamos começar o especial com o que chamamos de Pré-Ghibli.

Por que tem esse nome? Porque são projetos antes da formação do estúdio que tem envolvimento com ele, por causa das pessoas que trabalharam e do tipo. São uns 5 filmes que compõe o Pré-Ghibli, mas alguns deles ou eu não consegui ver, ou não achei durante pesquisas. Então, os deixarei com esses aqui:


Antes de tudo, o estúdio teve 3 pais: Isao, Miazaki e Toshio. Ou seja, tem dedo deles nesses projetos.







Horus o Príncipe do Sol (1968):

O filme antes de tudo não é do Miazaki, é do Isao Takahata, entretanto os dois já tinham uma parceria ai, onde o Miazaki animava.

Como podem notar, o filme é de 70. Ele tem uma animação que eu não sei dizer se é boa ou não para a época, mas tem um bom plot, simples, mas bom. Basicamente, o Horus é mandado pelo pai,um pouco antes dele falecer, para vingar a antiga vila deles ao norte que foi decimada por um vilão e para isso ele vai usar a espada que ele conseguiu arrancando de um gigante e dai a história vai por conta própria. Antes que eu esqueça: Se passa na Escandinávia na época do Ferro.

A única coisa que me incomodou no filme foi alguns momentos de "lutas" onde eram só imagens paradas com som, mas isso pode ser por causa dos recursos da época, então. E o plot também era um pouco óbvio em alguns pontos de que ia dar merda, MAS ele não se desenrolava como o esperado.






Panda Kopanda(1972):

Ele foi dirigido pelo Iaso e escrito pelo Miazaki. E bem esse filme ele... Ele me deixou com uma cara de "hã?" e meio arrependida de ter visto depois. Mas tudo bem. Ele foi trazido para o Brasil em 2009 em DVD, mesmo sendo de 72 né.

O que me deixou muito "que diabos?" foi a história. Basicamente a avó da principal vai embora para algum lugar e deixa a neta de uns 6 anos sozinha em casa para se virar. E ai ela encontra um bebe panda e uma hora o pai do panda chega. O que eu esperava? Muita coisa, menos o trato de "Ah, já que você não tem pai, eu posso ser seu pai agora" vindo do panda e a menina me vir depois pro panda bebe "já que você não tem mãe eu sou sua mãe". ELA É MÃE DO PANDA BEBE E FILHA DO MESMO PAI. NÃO, PERA.  Eu realmente fiquei "Que porra...?'. E esse é só o começo da história, depois ainda tem um segundo "episódio" envolvendo um filhote de tigre.

Diferente do outro filme, é uma história bem infantil e sem lógica para mim. Vale a pena ver? Não sei, isso depende de você. No meu caso foi algo que eu senti que eu podia estar fazendo algo mais interessante.





Lupin III: O Castelo Cagliostro (1979):

Filme dirigido pelo Miazaki e pelo Isao (ao menos pelo que vi). De qualquer jeito, trabalharam juntos aqui também.

A primeira coisa que eu tenho que falar nesse ponto é: Lupin é um anime, antigo para caramba (sério, o piloto dele é tipo decada de 50~60) e até onde eu vi da história, ele não tem ligação com o estúdio, apenas esse filme tem.  Tanto que foi, se não me engano, o segundo filme já do anime.

Explicando por cima o anime: Lupin é um ladrão internacional conhecido, tem cara de idiota e é mulherengo, mas é um bom ladrão. E é basicamente ele com seus companheiros fazendo grandes assaltos (se não me engano tem um remake do anime, mas esse não é o foco aqui).

Você não precisa ter contato com anime para ver o filme, ele é entendível sozinho. Basicamente após um assalto com um de seus companheiros eles descobrem que as notas são falsas. São notas muito bem feitas, tanto que enganaram até ao banco. A muito tempo o Lupin já tinha ido atrás da origem disso, mas não tinha conseguido na época, entretanto, dessa vez sem querer, ele acaba voltando para essa história.

É um filme engraçado, bem desenvolvido e foi bem interessante de ver. Ele só é meio... Surpreendente, porque para alguém que tinha acabado de ver Panda Kopanda, ver algo assim em seguida não é de se esperar.




De todo jeito, na próxima postagem falarei do filme que foi o qual fez os 3 olharem para cara um do outro e falar "Ô, vamos abrir um estúdio".

Até~

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Pode deixar o link do seu blog ou qualquer coisa assim ai embaixo do comentário;
- Comentários ofensivos serão excluídos;
- Eu NÃO sigo de volta, se eu gostar vou atrás;
- E pra finalizar: Eu demoro, mas respondo os comentários.